domingo, 14 de abril de 2013

Capitulo 4 - Segunda Temporada!!

Oii gente!! Ta vendo, eu disse que ia postar rapidinho e olha eu aqui!! Obrigado a todos que comentaram no capitulo anterior e espero que comentem nesse hein?! Bem... Apenas quero pedir perdão a todos os fãs Jemi por esse capitulo, nem EU gostei de escrever ele, mas é necessário... Mas eu JURO que vou fazer tudo se acerta no momento certo! O próximo capitulo vai ser meio que o desenrolar da historia, a partir dele as coisas acontecem de verdade!! E, bem, eu não tinha avisado mas eu tinha colocado uma inquete pra saber se vocês gostam de Semi porque to pensando em por, mas como quase ninguém votou vou abri ela de novo ok?! Então votem!
Espero que gostem!!
----------------------------------------------------------------



# Demi Lovato On #
Me arrumei as pressas enquanto meu celular tocava de 2 em 2 minutos, eu sabia que era a Nikki então nem me importava em olhar pra ver. Coloquei uma roupa não tão glamorosa e apenas coloquei um pouco de pó, delineador fininho e um gloss, afinal, quando eu chegasse lá eles iriam me produzir toda de qualquer jeito! (http://www.polyvore.com/simple_demi/set?id=60773427). Peguei o endereço de onde aconteceria o photoshoot e peguei meu carro, saí da garagem da minha casa e liguei o radio em uma estação qualquer e começou a tocar uma música da Kelly Clarkson, minha cantora favorita, mas eu não sabia que música era
(http://www.youtube.com/watch?v=V3h84BItaqs - Kelly Clarkson - The Trouble With Love Is)
Love can be a many splendored thing
(O amor pode ser algo esplêndido)
Can't deny the joy it brings
(Não se pode negar as alegrias que trás)
A dozen roses, diamond rings
(Uma dúzia de rosas, anéis de diamantes)
Dreams for sale and fairy tales
(Sonhos a venda e contos de fadas)
It'll make you hear a symphony
(Faz você ouvir uma sinfonia)
And you just want the world to see
(E você simplesmente quer que o mundo veja)
But like a drug that makes you blind
(Mas como uma droga que te deixa cego)
It'll fool ya every time
(Vai te enganar o tempo todo)
Revirei os olhos. Essas só poderia ser mais uma dessas clássicas músicas de amor das quais eu não aguentava mais ouvir, muito menos cantar, elas embrulhavam meu estomago e me faziam pensa em como alguém poderia ser tão burro ao ponto de realmente acreditar no amor
The trouble with love is
(O problema do amor é)
It can tear you up inside
(Pode te destruir por dentro)
Make your heart believe a lie
(Fazer seu coração acreditar em uma mentira)
It's stronger than your pride
(É mais forte que o seu orgulho)
Comecei a prestar mais atenção na música, talvez não fosse realmente mais um desses clichês
The trouble with love is
(O problema do amor é)
It doesn't care how fast you fall
(Não importa quão rápido você caia)
And you can't refuse the call
(E você não pode negar sua chamada)
See you've got no say at all
(Veja, você não tem o que dizer)
Dei um sorriso triste involuntário, era clichê, sim, mas era exatamente o tipo de clichê que eu estava precisando ouvir
Now I was once a fool it's true
(Uma vez eu já fui tola, é verdade)
I played the game by all the rules
(Eu jogava o jogo por todas suas regras)
But now my world's a deeper blue
(Mas agora meu mundo é uma profunda depressão)
I'm sadder but I'm wiser too
(Eu estou triste mas também sou sábia)
I swore I'd never love again
(Eu jurei que não iria me apaixonar de novo)
I swore my heart would never mend
(Eu jurei meu coração que não iria consertar)
Said love wasn't worth the pain
(Disse amor não valia a dor)
But then I hear it call my name
(Mas então eu o ouvi chamar meu nome)
Senti um nó em minha garganta e uma dificuldade em respirar mas respirei fundo. Eu não ia chorar, não mesmo, nem iria mudar a música, eu tinha que ser forte, esquecer a dor e superar todas essas bobagens que eu sentia. Isso não era amor, o amor não existe. Todas a lembrança que eu tinha, desde a época de Camp Rock, de todos os meus relacionamentos desde então, dele, e todo o sofrimentos que eu já passei graças á esse sentimento que apenas serve para fazer as pessoas ficarem tristes no final, eu tentava afastar
The trouble with love is
(O problema do amor é)
It can tear you up inside
(Pode te destruir por dentro)
Make your heart believe a lie
(Fazer seu coração acreditar em uma mentira)
It's stronger than your pride
(É mais forte que o seu orgulho)
The trouble with love is
(O problema do amor é)
It doesn't care how fast you fall
(Não importa quão rápido você caia)
And you can't refuse the call
(E você não pode negar sua chamada)
See you've got no say at all
(Veja, você não tem o que dizer)
Parei em um sinal vermelho, eu já estava quase chegando ao local, olhei para o lado e bufei, o destino realmente não queria que eu fosse feliz: Colado a uma parede que já tinha o reboco praticamente destruído, tinha um cartaz anunciando a nova Turner dos Jonas Brothers. Me deu vontade de sair do carro e arranca-lo, mas apenas respirei fundo mais uma vez, para conter toda a raiva que eu sentia do homem que estava ao centro do trio e afastar o aperto que eu estava sentindo no peito
Every time I turn around
(Toda vez que eu olho pra trás)
I think I've got it all figured out
(Eu acho que eu já vi tudo antes)
My heart keep callin'
(Meu coração continua chamando)
And I keep on fallin'
(E eu continuo caindo)
Over and over again
(Outra vez e outra novamente)
The sad story always ends the same
(A historia triste sempre termina da mesma forma)
Me standin' in the pourin' rain
(Eu, parada na garoa)
It seems no matter what I do
(Parece que não importa o que eu faça)
It tears my heart in two
(Quebra meu coração em dois)
O sinal abriu mas eu não movi o carro, fiquei parada ouvindo a letra da música, olhando para um ponto fixo no meu volante. Meus olhos ficaram marejados mas eu tratei de olhar para cima para que elas não caíssem. Era exatamente assim, em todas as minhas relações, sempre quem saia machucada era eu, a que saia com o coração despedaçado, ferida, e ficava como uma idiota correndo atrás, chorando, e dando segundas chances. Eu prometi que, se minha relação com ele não desse certo, a culpa seria minha dessa vez, e foi! E é minha!
The trouble with love is
(O problema do amor é)
It can tear you up inside
(Pode te destruir por dentro)
Make your heart believe a lie
(Fazer seu coração acreditar em uma mentira)
It's stronger than your pride
(É mais forte que o seu orgulho)
The trouble with love is
(O problema do amor é)
(It's in your heart, it's in your soul, You won't get no control)
(Está no seu coração, está na sua alma, voce não consegue controlar)
It doesn't care how fast you fall
(Não importa quão rápido você caia)
And you can't refuse the call
(E você não pode negar sua chamada)
See you've got no say at all
(Veja, você não tem o que dizer)
Fui despertada do meu transe por varias buzinas vindas de trás do meu carro e percebi que já fazia algum tempo que eu estava parada no sinal aberto, então, tratei de enxugar meus olhos marejados para que nenhuma lágrima caísse e acelerei para sair, mas não sem antes olhar mais uma vez para aquele maldito cartaz com aquele maldito homem
# Joe Jonas On #
Eu estava pronto para o photoshoot e estava ensaiando minhas falas. Quando me disseram quem seriam os outros mentores além de mim, tive certeza de que Demi não aceitaria fazer a campanha, qual não foi minha surpresa quando a empresaria dela chegou junto de nós para falar que ela já estava chegando!. Eu estava tranquilo, mas um pouco inquieto. Seria a primeira vez que nos veríamos depois do que acontecer no meu apartamento e eu não sabia o que esperar dela, mas eu tentava não pensar nisso, tinha que passar dessa fase e seguir outro caminho
-Finalmente Demetria! Já estava quase chamando a policia pra ir te procurar!- Ouvi a voz da Nikki falando, quer dizer, gritando, um pouco distante de mim, fiz de tudo para não olhar para o local, mas meu corpo involuntariamente se virou, e lá estava ela, Demi Lovato, agora com os cabelos escuros de novo e com pouquíssima maquiagem, sempre me impressionei em como, mesmo sem maquiagem, a Demi continuava linda. Droga. Como poderia tirar ela completamente do meu pensamento se ela fazia questão de está em todos os lugares, em todos os objetos, em todas as paisagens, em todas lembranças?. Como tiraria se ela sempre tem que está perfeita todos os momentos?. Sentia raiva de mim mesmo e da Demi por isso.
-Desculpem a demora, vocês sabem como é o transito daqui...- Ela ia falando olhando pras pessoas que estavam no jardim da casa onde gravaríamos e tiraríamos as fotos, até que parou em mim e o sorriso que ela sustentava sumiu devagar, ela estava com uma expressão de surpresa, mas tentava reprimi-la, dava para perceber. Nossos olhos ficaram presos por alguns segundos até que ela desviou, olhando para outro diração
-Tudo bem, vamos, temos que te arrumar- Disse uma das maquiadoras, a levando para dentro da casa de novo
# Demi Lovato On #
Não. Não podia ser verdade. Joe também tinha aceito voltar a campanha e estava ali, a poucos metros de mim e logo teríamos que tirar fotos juntos. Eu não podia acreditar nisso. Eu era forte, sim, mas meu psicológico ainda não estava pronto pra ter que passar o dia todo ao lado dele e de mais um monte de gente desconhecida tendo que manter um sorriso no rosto e ser simpática com todos, inclusive com ele, pra que nada caísse na boca da imprensa. Eu costumava fazer isso antigamente, fingir que não tinha problemas e simplesmente sorrir, mas eu tinha me desacostumado depois da reabilitação. Eu estava quieta o tempo todo enquanto me maquiavam e me davam a roupa que eu iria usar, Nikki já tinha perguntado umas mil vezes se eu estava sentindo alguma coisa já que geralmente eu falo muito, mas eu apenas respondi com um não todas as vezes, não conseguia falar mais pois minha mente não parava de pensar no homem com quem eu teria que fazer um photoshoot daqui a pouco. Como eu poderia esquecê-lo se o destino sempre o colocava no meu caminho?. Não sabia exatamente como reagir quando encontrasse com ele, então, optei pela indiferença. Não, não indiferença do tipo ignora-lo, do tipo em que eu fingiria que nada tinha acontecido, para que ninguém que estivesse ali suspeitasse de nada, mostraria que eu era madura o suficiente para que não deixasse uma traição me abalar; Mesmo que ela me abalasse.
-Prontinho!- A maquiadora disse quando terminou

-Ótimo! Vamos Demi, já estão te esperando pra tirar as fotos!- Nikki disse e eu apenas a acompanhei até de volta ao jardim, onde estava ele, uma garota que eu não conhecia mas eu lembro de já ter visto em uma serie na TV, e um homem que eu também não conhecia, nem sequer da Tv, mas tinha um porte bastante atlético, junto ao resto da produção que se preparava pra tirar as fotos
-Demi, fica aqui na frente junto com o Joe, entre a Shay Mitchell e o Dwight Howard- Oh, claro, Dwight! O jogador de basquete!. Ta, saber quem ele era não era minha prioridade, apenas pensei nisso para o fato de eu ter que ficar do lado do Joe não me afetasse
-Oi! Sou Demi, prazer em te conhecer!- Falei enquanto apertava a mão do Dwight, não dava pra rolar abraço com um cara daquele tamanho, a não ser que ele me levantasse
-O prazer é meu!- Ele falou sorrindo
-Oi! É um prazer te conhecer- Falei enquanto da um pequeno abraço na Shay Mitchell
-Eu que digo isso! Eu adoro suas músicas!- Ela falou e me deu um sorriso largo, ela era bem gesticulada, do tipo em que tinha uma resposta educada e charmosa para dar para qualquer situação e, bem, já estavam gravando os bastidores...
-Que incrível!- Disse e retribui o sorriso
-Vamos começar com as fotos!- Gritou um homem da produção
-Oi Demi!- O Joe disse meio acanhado ao meu lado, com um sorriso nervoso no rosto. Idiota! Pensei, agindo normalmente com essa carinha sínica!. Eu respirei fundo e tentei por para dentro de mim qualquer sentimento ou lágrima que estava preste a transbordar de mim
-Hey! Eu sou Demi, prazer em conhecê-lo- Disse enquanto tocava no braço dele, tentando não me incomodar com o choque que eu senti quando nossas peles se tocaram, sempre foi assim e infelizmente, o tempo me provou que sempre seria. Todos riram da minha gracinha, afinal, todos sabiam que eu e Joe já nos conhecíamos, principalmente o Joe, que pareceu relaxar ao ver que eu não iria o tratar mau ou coisa do tipo
-Ok! Olhem para a câmera agora!- O mesmo homem gritou e nos viramos para tirar a foto. O sorriso que eu tinha dado sumiu na hora quando eu não era mais o centro das atenções. Não tinha achado graça na minha brincadeira. Eu estava sangrando por dentro, mas tinha voltado a enganar as pessoas para que pensassem que eu estava bem... Eu sempre fui uma boa atriz, afinal das contas, mas ainda tinha o resto do dia...
# Joe Jonas On #
Eu já tinha terminado minha seção de fotos, já tinha dado entrevista e gravado os vídeos necessários. Isso ocupou todo o dia e já ia dar 20:00. Fui para a área onde guardamos nossas coisas e quando cheguei lá vi que tinha outra pessoa. Demi
-Er...Não sabia que você estava aqui- Eu disse, sem saber exatamente o que falar
-Claro! Se soubesse com certeza não seria idiota de vir!- Ela disse fria enquanto colocava a bolsa no ombro. O que ela disse e, principalmente, o modo como disse, me fizeram arregalar os olhos. Não no vimos muito durante o dia, mas, nas poucas palavras que ela se referiu a mim, parecia que estava tudo bem entre nós, eu não entendia essa reação dela agora
-Não entendi Demi...- Eu disse, tentando normalizar minha expressão
-Vamos parar de teatrinho agora Joseph! Tive que passar o dia todo fingindo que eu não te odeio pra que ninguém espalhasse por ai que Joe Jonas e Demi Lovato não são mais amigos, mas agora estamos sozinhos, então me poupe de fingimento- Ela olhava pra mim com os olhos sérios, cheios de raiva acumulada e ela me fez ficar sem saber o que dizer. Senti um gosto amargo na boca.
Tive que passar o dia todo fingindo que eu não te odeio
Demi me odiava, essa era a verdade. E a culpa era minha, obvio que era. E era isso que eu queria que ela sentisse de agora em diante, pois seria mais fácil de esquecê-la por completo se ela já tivesse me esquecido, e tinha que ser assim, porque não nascemos pra ficar juntos
-Tudo bem, você tem razão- Eu disse depois de pigarrear. Eu não tentaria mudar nossa situação, não tentaria fazer com que virássemos amigos, ela tinha que me odiar- Acredita que, por um momento, achei que você tivesse me perdoado e que estávamos bem?- Sorri sarcástico- Tinha me esquecido como você menti bem- Falei enquanto transformava meu rosto em puro escárnio. Eu sabia que Demi entenderia onde eu queria chegar e isso a deixaria ainda mais raivosa comigo, mas, antes que eu pudesse pensar, sinto uma dor no lado esquerdo do meu rosto e um som agudo é ouvido, ela tinha me dado uma tapa
-Você é o ser mais asqueroso que eu já conheci em toda minha vida!- Ela gritou com a voz embargada e com os olhos marejados, deixando meu peito ainda mais apertado do que já estava. Era sempre assim, parecia que eu tinha nascido para fazer a Demi sofrer. Ela passou por mim e foi embora, mas eu sabia que na mente dela, ela estava tendo a mesma lembrança que eu
# Flash Back On #
Estávamos todos da Turner sentados na sala assistindo a Demi dando uma entrevista para um programa da Fox. Demi e eu estávamos sem nos falar desde uma briga no ensaio da Turner, onde disparamos insultos um ao outro, principalmente eu, por besteira (Final do capitulo 11 – Primeira Temporada). Mas, ao todo estava tudo bem, naquele dia eu tinha brigado com a Ashley e estava irritado, agora já tínhamos resolvido isso e, por sorte, minha briga com Demi não tinha ido parar na imprensa, para eles, ainda éramos ex namorados que conseguiram voltar a ser melhores amigos
-Demi!- Começou o apresentador- Você e Joe recentemente terminaram um namoro e, agora, ele já está namorando outra garota, aquela que faz Alice em Crepúsculo... E, bem, ela está indo em turner com vocês para acompanha-lo... então, o que você acha disso?- Ele perguntou e um clima pesado cercou a sala e eu ouvi Ashley ao meu lado bufar, provavelmente pelo “Aquela menina que faz Alice”. Demi riu simpática na mesma hora que ele perguntou
-Bem, eu e Joe ainda somos amigos e eu acho incrível que a Ashley Greene tenha se disponibilizado...Sabe, passamos muito tempo na estrada, então é admirável ver o esforço que ela está fazendo por ele- Ela disse e uma súbita raiva subiu em mim. Odiava como a Demi sempre contornava tudo, era uma perfeita estrela da Disney. Nada pra ela era difícil, sempre todos eram seus amigos e tudo estava bem. Ela mentia tão bem em suas entrevistas que, até mesmo eu que a conhecia a tanto tempo, se não soubesse que estávamos brigados e que a Demi odiava a Ashley, acreditaria que estava tudo bem e que ela realmente admirava a atitude da Ashley.
O dia passou e eu e alguns dos integrantes da Turner fomos ao cinema e passear, acabamos encontrando algumas fãs, mas tudo ocorreu bem. Quando voltamos Ashley foi direto para o quarto, mas eu queria respirar um pouco, o hotel em que ficávamos sempre parecia lotado pelo numero excessivo de pessoas que sempre estavam por todos os lugares, então fui para a área da piscina, caminhei um pouco pela borda e vi que tinha mais alguém ali, uma garota, quando me aproximei, vi que era a Demi, não tínhamos nos visto o dia todo e a entrevista dela tinha voltado a minha cabeça, me aproximei mais e parei atrás dela, um pouco distante, e ela parecia não ter percebido minha presença
-Como sempre provou ser uma ótima atriz hoje!- Falei serio cortando o silencio e ela deu um pulinho assustado se virando para me encarar
-O que?- perguntou enquanto franzia o cenho
-Sua resposta sobre a Ashley vir na Turner- Dei um sorriso sarcástico- Realmente muito bom, até eu cheguei á acreditar em você, mas ai lembrei que você menti como ninguém, apesar de que você cada dia se superar, fica cada dia melhor, ou o termo seria pior? Acredito que sim! Cada dia você fica pior!- Falei com sarcasmo e não entendia porque estava á tratando assim, odiava ver a Demi triste ou vê-la chorar, mas me irritava ver que ela sempre tinha uma muralha ao redor de si, sendo indiferente a tudo, como se nada a abalasse
-Deixa de ser estúpido Joe! Sabe, pensei que fossemos amigos e eu realmente queria acreditar nas minhas palavras da entrevista, mas cada dia que passa você faz mais e mais coisas pra que eu só queira manter distancia de você o tempo todo- Ela já gritava e tinha os olhos marejados, foi então que eu percebi que não queria á fazer triste, mas eu não conseguia aceitar a ideia de ela realmente não ligar pra meus atos ou minhas palavras, eu não aceitava que toda minha influencia sobre ela tivesse simplesmente desaparecido e que ela pudesse viver a vida dela completamente desligada da minha. E saber que era isso que estava acontecendo, me deixava cada vez mais raivoso
-Não posso ser amigo de alguém que não consegue ser verdadeira nem pra si mesma! Me diz Demi, quantas vezes você já se olhou no espelho e teve orgulho do que viu? Quantas vezes você já se olhou no espelho e soube que não tinha feito nenhuma expressão falsa, nenhuma emoção irreal, nem nenhum sorriso fingido?- Eu sabia que estava entrando em um assunto que mexia com ela mais do que qualquer coisa, mas eu não conseguia controlar minha boca- Ambos sabemos a resposta, não é Demi?- Ela já tinha começado a chorar e eu me controlava pra não começar a chorar também ao sentir o peso das minhas palavras, ao concluí-las, minha garganta deu um nó e ficou difícil de respirar. Eu sempre tinha que ser um idiota.
-Parabéns Joe!-Ela começou, com a voz embargada e falha- Conseguiu fazer eu me sentir a pior pessoa do mundo de novo!- Ela disse e correu para dentro do hotel de novo, me deixando com os olhos marejados por saber o estado que o braço dela ia está no outro dia, e saber que a culpa seria mais uma vez minha. E nada conseguia fazer eu me odiar tanto quanto saber disso
# Flash Back Off #

12 comentários:

  1. Quer que eu chore né Divinha,mais eu não vou trate de resolver Jemi ou vou dar a louca e te bater kkkkkkkk...
    Giii vc sabia que agora toda fic que eu escrevo tem Niley,vicieiiiiii...
    Bjus Posta logooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk' Esse capitulo foi horrível de escrever pq não queria fazer um Joe malvado! kk' Mas Jemi vai ser o ponto forte dessa temporada!!
      Nick e Miley são muito perfeitos né?! kkkk'
      Vou postar loguinho!!
      Bjss *3*

      Excluir
  2. http://eusonhocomjemi.blogspot.com.br/2013/04/filhos-do-privilegio-cap-11.html

    Se der dá sua opinião viu DIVA!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar que vou ler com certeza, amiga!! :D

      Excluir
  3. Ai meu Deus,vou chorar
    Sua fanfic continua perfeita,emfim,valeu por postar,mal posso esperar pelo próximo capitulo.
    Obrigado pelas fanfics que me enviou,eu adorei,sempre que tiver mais pode mandar *---* e.e foi mal é que eu sou LOUCA por fanfics jemi e niley ;P
    BJonas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk' Que bom que gostou!!
      Eu tb sou louca por Fanfics Niley e Jemi, sempre leio! kk'
      Bjss *3*

      Excluir
  4. kra... para, para. PORQUE VOCE TEM QUE ME FAZER CHORAR EM TODO FLASH BACK??????
    pooooosta por favor, poosta amanha eu te imploro
    ta perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk' Flash Backs são minha paixão! Serio, sempre fico inspirada escrevendo eles!!
      Vou tentar escrever o capitulo essa semana e postar o mais rápido possível! :D
      Bjss *3*

      Excluir
  5. pefeitoooooooooooo
    eu quero Jemi de voltaaaaa :'(
    posta logooo
    kiss and bye

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!! To doida pra que escrever um especial Jemi Mas acho que vai demorar :(
      Bjss *3*

      Excluir
  6. Perfeitooo!!!
    Posta Logooo!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!!! Vou postar loguinhoo!! :D
      Bjss :*

      Excluir